foto enviado por internauta 01 04 2019

Cinco vigilantes irregulares foram autuados pela contravenção de exercício ilegal da profissão
e suas armas foram apreendidas durante a Operação Segurança Legal III, da PF (Foto enviada por um internauta)

 

O presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada de Sergipe (Sindesp), Sandro Moura,comemorou a realização da operação “Segurança Legal III”, realizada pela Polícia Federal em 26 estados e no Distrito Federal, com o objetivo de coibir o exercício ilegal da atividade de segurança particular em estabelecimentos comerciais e de frequência de público. A operação resultou na autuação de cinco pessoas, com a prisão de um indivíduo que estava praticando porte ilegal de arma de fogo, o que coloca em risco a vida das pessoas e das empresas que contratam os serviços de empresas que atuam à margem da lei.

A prisão do vigilante aconteceu no bairro Cidade Nova, em um supermercado que contratou pessoas inaptas para a realização da atividade de serviços de segurança, após a verificação da atuação irregular da empresa e dos seguranças que estavam no estabelecimento. A segurança privada é uma atividade cuja prática somente pode ser exercida por profissionais capacitados, empregados em empresas que tenham autorização do Ministério da Justiça e da Polícia Federal para sua atuação. Sandro Moura comentou a ação da PF e destacou que empresas irregulares colocam a vida das pessoas em risco, por não terem a certificação para atuar, bem como não possuir profissionais qualificados para a atividade.

Fonte: Infonet / Sindesp

 

 

 

 

 

Endereço

Rua Terezinha da Costa Santos, 347,  Conj. Alvorada - Luzia - CEP.: 49.045-133 - Aracaju/SE

Fone: (79) 3231-5971
Cel: (79) 9951-0715 Vivo
Email:contato@sindesp-se.com.br